Categoria: Emagrecimento

9 remédios naturais para emagrecer

9 remédios naturais para emagrecer

Esses produtos devem ser utilizados com o acompanhamento de um profissional de saúde habilitado

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Emagrecer de forma saudável é um processo que exige disciplina. Na luta por um corpo melhor, muitas pessoas recorrem a inúmeros métodos para tentar emagrecer.

Os remédios naturais para emagrecer, em sua grande maioria, são plantas medicinais (extratos, óleos, cera, entre outros) ou de fontes de origem animal, atuando de maneira terapêutica em processos no metabolismo, também prevenindo e tratando muitas doenças.

Leia também: Remédio caseiro para emagrecer reclame aqui

Veja a seguir os remédios naturais para emagrecer mais conhecidos e como eles agem:

Cafeína: Estudos provaram que a cafeína emagrece aumentando a termogênese e, portanto, estimulando o organismo a queimar energia. Isso resulta em queima de calorias mais efetiva, o que pode, por sua vez, nos ajudar a perder peso
Koubo: o fitoterápico é feito com um extrato de cactos e é capaz de promover um emagrecimento significativo. A substância tem propriedades antioxidantes e promove efeito diurético e moderador de apetite. É ideal para pessoas que não conseguem parar de comer doces

Leia também: Phytophen funciona

Goji Berry: Uma pesquisa publicada em 2011 no Journal of the American College of Nutrition mostrou que a ingestão diária de 120 ml de suco de goji berry durante 14 dias foi capaz de reduzir a circunferência da cintura e aumentar as taxas metabólicas em seres humanos em relação ao grupo controle que tomou um suco placebo
Agar-Agar: Ele é bastante indicado para pessoas obesas, que precisam moderar o apetite e emagrecer. Quando ele é usado na forma de gel, cria uma sensação de saciedade, o que faz com que o indivíduo sinta menos fome e consequentemente coma bem menos que o habitual. Além disso, o ágar-agar ainda combate a celulite e a flacidez ocasionada pelo emagrecimento, fortalecendo também as unhas e o cabelo

Farinha de Berinjela: Por conter uma grande quantidade de fibras, a berinjela é um dos legumes mais recomendados contra o colesterol e a obesidade, pois retira toda a gordura do organismo. E mais, a farinha de berinjela é benéfica também para o coração, o intestino e para o pâncreas, diminuindo as chances de diabetes
Óleo de coco: Um estudo feito no Canadá em 2000 mostrou que pessoas que consumiam o óleo de coco tinham uma maior oxidação das gorduras, processo que causa sua quebra, do que as pessoas que seguiam dietas com óleos comuns. Quando a gordura é quebrada no tecido adiposo, ela é usada em forma de energia, ou seja não fica acumulada no organismo na forma dos famigerados pneuzinhos. Mas os pesquisadores não conseguiram descobrir o mecanismo responsável por essa alteração.
Spirulina: A Spirulina tem se destacado nós últimos anos e é considerada também um remédio para emagrecer 100% natural. Além de auxiliar na perde de peso, ela ajuda a reduzir o colesterol, tem ação anti-inflamatório, combate a anemia porque é rica em ferro e também em proteínas, ideal para quem deseja ganhar massa muscular
Chá verde: Já bastante conhecido, o chá verde tem como substância base a cafeína, que acelera o metabolismo e o gasto calórico. Além de auxiliar na perda de peso, ela é rica em antioxidantes e dessa forma consegue eliminar os radicais livres do corpo.

Leia também: Kifina funciona
Vinagre de maçã: Um estudo da Universidade do Arizona e publicado na revista Diabetes Care observou que após ingerirem duas colheres de sopa de vinagre de maçã diluídos em água antes do almoço e do jantar, os participantes perderam em média dois quilos em um mês.
Esses produtos devem ser utilizados com o acompanhamento de um profissional de saúde habilitado.

Atividade Física no Inverno

Atividade Física no Inverno

Atividade aeróbica como a caminhada, é uma ótima opção para evitar o ganho de peso comum durante o inverno.

O inverno é uma estação que requer mais do metabolismo, com o gasto de energia maior, este trabalha mais para produzir calor. Aliado a atividades físicas, isso pode proporcionar uma sensação maior de prazer para quem não deixa as atividades nesse período. Para quem não consegue continuar exercitando com a mesma intensidade do verão, a dica é continuar malhando pelo menos três vezes por semana, durante trinta minutos, no mínimo.

Pode ocorrer de as pessoas que abandonam as atividades no inverno, terem que duplicar o esforço no verão para não correr o risco de entrar no chamado efeito sanfona.

Leia também: como queimar calorias

As atividades aeróbicas como caminhada, corrida ou bicicleta são ótimas opções para evitar o ganho de peso comum durante o período, já que a ingestão de massas é maior, e os legumes e verduras às vezes são deixados de lado.
Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉
Durante a estação os especialistas apontam que é necessário seguir algumas orientações, como: Pessoas que sofrem com doenças respiratórias, como asma, bronquite, sinusite devem ter cautela quanto à prática de atividades em ruas e parques.

Leia também: Phytophen funciona
Outros cuidados a serem tomados são:
• Alongamento. Dispense uma atenção maior aos membros que serão mais exigidos durante a atividade física;
• Aquecimento. Prolongue-o por, no mínimo, vinte minutos;
• Exercícios. Para evitar que a temperatura do corpo baixe, realize-os de forma que os intervalos entre eles sejam breves;

Leia também: Kifina funciona
• Hidratação. Apesar de suar menos no inverno, o organismo necessita ser hidratado antes, durante e após os exercícios;
• Use roupas que mantém o corpo aquecido, porém leves e confortáveis, para não prejudicar os movimentos.

Farinha de maracujá para emagrecer

Farinha de maracujá para emagrecer

A farinha de maracujá dificulta o acúmulo de gordura no organismo
Cada vez mais são descobertas substâncias capazes de contribuir para a perda de peso e diminuição do estoque e absorção de gordura no organismo.

A boa notícia é que muitas dessas substâncias podem ser obtidas em alimentos que são facilmente encontrados em supermercados e feiras. Assim como é possível perder peso com a dieta do limão, a farinha de maracujá também ajuda a perder peso.

A farinha de maracujá tem como objetivo bloquear a absorção de gordura por parte do organismo. Ao contrário de outros suplementos e alimentos que queimam a gordura acumulada, como os termogênicos, CLA, quitosana e o chá verde, a farinha de maracujá não queima a gordura acumulada, ela evita que este acúmulo aconteça.

Leia também: Farinha seca barriga anvisa

O bloqueio da absorção da gordura acontece devido a uma substância presente na casca do maracujá, a pectina, um polissacarídeo que pode trazer muitos benefícios para o corpo humano. Para quem deseja emagrecer, a pectina tem uma peculiaridade importante.

Quando ingerida, a farinha se transforma numa espécie de gel, que faz com que as moléculas de gordura se grudem uma às outras e ao próprio gel. Desta maneira, a gordura passa pelo intestino sem ser absorvida, o que é um grande auxílio para quem está em dieta para perder peso.

Leia também: Phytophen funciona

A farinha de maracujá pode ser feita em casa (leia: receita de farinha de maracujá caseira). No entanto, para quem não tem tempo para preparar a farinha, é possível comprá-la em capsulas ou em potes.

Emagrecimento saudável: Dicas e modalidades de academia que podem te ajudar

Para a realização de um emagrecimento saudável é necessário seguir alguns passos para obter os resultados esperados. Contudo, muitas pessoas alegam não ter tempo para realizar o processo, ou mesmo querem que os resultados apareçam como num passe de mágica, mas é necessário ter disciplina e dar tempo ao tempo.

As pessoas preferem optar por caminhos mais curtos para transformação do corpo, porém, o imediatismo não é um bom aliado das pessoas que querem obter emagrecimento saudável.

Quando você emagrece da forma correta, a satisfação pelo resultado obtido é bem maior, pois é valorizado todo o esforço investido para atingir o objetivo.

Alguns alimentos são essenciais para o emagrecimento saudável, são eles:

Chá verde: Com seus antioxidantes, esse chá é capaz de acelerar a queima de gorduras e calorias. Uma dica é substituir o café pelo chá verde.
Maçã: Essa fruta é rica em fibras. Devido ao grande número de mastigadas necessárias para comer o alimento, o cérebro recebe sinais que diminuem a sensação de fome. Tenha o hábito de comê-la durante o dia!
Aveia: Ter o hábito de comer aveia pela manhã é um excelente modo de fornecer ao corpo dose de energia com consumo lento.
Peito de frango: A carne branca é riquíssima em proteína e tem ainda baixo nível de gordura. O ideal é comer frango grelhado e não frito.
Acompanhamento com profissional
Ter um nutricionista acompanhando sua dieta é sem dúvidas uma das melhores alternativas, pois eles saberão definir qual alimentação é necessária para o seu corpo e seu objetivo. Dentre os benefícios, podemos destacar:

Cardápio adaptado à sua rotina;
Melhora no desempenho físico e mental;
Combinações e doses de alimentos e vitaminas perfeitos para a sua necessidade.
Muitas pessoas deixam de fazer o acompanhamento por causa dos valores da consulta, mas fazer uma economia para ter condições de arcar com um profissional que traz melhorias para sua saúde, trará benefícios bem maiores.

Leia também: Phytophen é bom

Exame de bioimpedância
O exame de bioimpedância é um procedimento que mede a composição corporal através da aplicação de uma suave e indolor corrente elétrica no copo. A corrente circula livremente pelo líquido do tecido muscular, mas encontra resistência do tecido adiposo, que é a gordura. A partir disso, é possível calcular o índice de gordura, massa magra e vários outros componentes corporais. O procedimento pode ser realizado através de elétrodos ou de uma balança específica para esse exame.

Ele é essencial para você fazer a sua dieta e consequentemente ter um emagrecimento saudável.

Modalidades de academia para emagrecimento saudável
É necessário adaptar a rotina de dietas e treinos para obter um bom resultado. Dentre os treinos, podemos destacar:

Leia também: Comprimido para emagrecer anvisa

Contração de Abdômen: Esse exercício físico queima muitas calorias e define bem os músculos da barriga, que é o alvo de mudanças da maior parte dos praticantes de esportes.
Musculação e aeróbicos: Os exercícios como corrida e caminhada aumentam a frequência cardíaca. Os exercícios de musculação aumentam o tamanho do músculo. O ideal é praticar as duas modalidades.
Shapefit
Essa modalidade exclusiva da Pratique estimula o corpo humano de maneira a adaptá-lo para as atividades normais da vida cotidiana. Os exercícios estimulam a propriocepção, a força, resistência cardiovascular e muscular, a flexibilidade, equilíbrio e coordenação motora.

Leia também: Kifina Anvisa

Além disso, ele também proporciona:

Perda de Peso;
Melhora da Postura;
Melhora do desempenho nos esportes;
Diminuição de ocorrências de lesões;
Melhora na eficiência dos movimentos;
Maior estabilidade da coluna vertebral;
Melhora do equilíbrio estático e dinâmico;
Desenvolvimento da consciência sinestésica (sensação do movimento);
Melhoria do equilíbrio muscular (simetria);
Aumento da estabilidade da região core (saúde da coluna vertebral);
Aumento de força muscular.
Uma ótima dica é ir e voltar da academia correndo, ou então, ter o hábito de passear em parques nos fins de semana. Com essas atitudes seu treino ficará completo, fazendo então com que os resultados esperados apareçam mais rápido.

Tudo é possível para quem acredita e para quem faz por onde. Se você seguir a sua dieta e praticar os exercícios conforme a orientação do profissional, os resultados certamente aparecerão. O limite é definido por cada um, superar-se a cada dia é uma vitória constante. Traçar metas e alcançá-las é o grande objetivo!

A Academia Pratique oferece tudo isso e muito mais, não deixe de conhecer nossos serviços! Você ficou com alguma dúvida sobre emagrecimento saudável ou gostaria de nos contar como conseguiu perder peso? Deixe nos

Emagrecimento

O acúmulo excessivo de tecido adiposo é resultado de um excesso crônico de calorias advinda de alimentos e bebidas fonte de proteínas, carboidratos, lipídios e álcool em relação ao gasto energético (metabolismo basal, efeito termogênico e atividade física). A causa da obesidade é multifatorial sendo divididas em causas exógenas (externas) como estilo de vida (hábitos alimentares, sedentarismo, alcoolismo, tabagismo, etc.) representando 95% dos casos e causas endógenas (internas) como fatores genéticos, hormonais, psicológicos e metabólicos.

Leia também: Phytophen Anvisa

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o número de obesos entre 1995 e 2000 passou de 200 para 300 milhões, perfazendo quase 15% da população mundial. Estimativas mostram que, em 2025, o Brasil será o quinto país no mundo a ter problemas de obesidade em sua população. De acordo com o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, em 2003, existiam mais de 100 milhões de pessoas acima do peso no país, representando 55% da população adulta.

Atualmente a obesidade é considerada um dos maiores problemas de saúde pública e uma epidemia global, sendo uma enfermidade crônica não-transmissível que mais cresce no mundo, caracterizada pelo acúmulo excessivo de adiposidade corporal a um nível tal que resulte no comprometimento da saúde.
Leia também: Kifina anvisa

A busca pela perda de peso principalmente entre as mulheres fazem com que as pessoas busquem a todo custo qualquer alternativa que prometa e garanta tal fato, sem levar em consideração sua eficácia e principalmente a segurança da saúde. Essas alternativas são dietas prontas da internet, revistas, televisão, amigos e por incrível que pareça, por alguns profissionais não nutricionistas que as prescrevem. Mas qual o problema dessas “dietas”? Primeiramente aqueles que as prescrevem não têm formação experiência e capacidade para tal, não é realizada nenhuma avaliação (anamnese, antropometria, avaliação clínica, física, consumo alimentar, etc.) assim não se tem nenhum dado além do peso, altura e idade do cliente. Você deve está se perguntando, mas só isso é necessário!!! Continue lendo e veja!!! Aproximadamente 95% das pessoas que fazem “dietas” e perdem absolutamente peso (até 20Kg em 1 mês) não conseguem manter esse peso e acabam voltando para o peso até ganhando mais do que tinha. Você deve estar pensando “fala sério”!! Calma não é sério é muito, extra, extremamente, mega, hiper sério. Vou explicar o que acontece.

A “Indústria do Emagrecimento” é gigantesca e movimenta milhões de dinheiro por ano. A indústria quer continuar se sustentando e como que ela poderia se sustentar sem clientes e consumidores? Agora pare e pense! Se essas “dietas” funcionassem, realmente tivessem efeito a longo prazo e trouxesse melhora da qualidade de vida para as pessoas não teria toda essa porcentagem de pessoas acima do peso e obesas no mundo. Qual seria a vantagem dessas indústrias em expor as verdades sobre nutrição e trabalharem com profissionais da área? Reflita!!!

Agora o que significa o peso e altura para quem quer perder gordura corporal? Absolutamente não tudo isso que todos acham!!! O peso é a união entre massa magra (músculos, órgãos, ossos e água) e a gordura corporal. Perder peso não é sinônimo de perder gordura. O objetivo da nutrição é fazer a pessoa com excesso de gordura corporal (obesidade ou sobrepeso) emagrecer, isto é, perder exatamente a gordura. Emagrecer significa perder gordura, perder peso significa perder água e músculos e gordura, e não é essa a intenção. Assim vamos concluir deixando bem claro que perda e ganho de peso não são matematicamente coerentes. Veja bem -> se diminuir 1500 calorias por dia, matematicamente sabemos que em uma semana terá um déficit de 10500Kcal e 45000Kcal em um mês certo? Bom a conta está, mas qual o comportamento do nosso corpo perante este fato? Geralmente quando se corta muita energia principalmente advinda de carboidratos a queda de peso nas primeiras semanas é acentuada, realmente se perde muito peso, assim a pessoas ficam muito animadas. Com o passar das semanas vai percebendo que está perdendo cada vez menos peso até perceber, tristemente, que parou de perder peso, mesmo cortando 1500Kcal. Assim você pensa, irei cortar MAIS calorias? Ai as coisas começam a ficarem complicadas de fato. Veja abaixo.

O corpo humano é extremamente inteligente ele se adapta a tudo principalmente se tratando de perda/ganho de peso. O corpo possui um mecanismo de auto defesa importantíssimo denominado (STARVATION MODE), isto é, MECANISMO DE DEFESA CONTRA INANIÇÃO (Estado sem Alimentos). Quando o corpo começa a perceber que parou de receber alimentos e que seu reservatório de alimentos ficou mais escasso, ou seja, que você está comendo muito menos, ele começa imediatamente a economizar energia. Mecanismo este que faz um ser humano ficar dias sem se alimentar e não morrer. Mas o que o corpo faz exatamente? Continue lendo.

Você sabia que o nosso corpo gasta energia (calorias) para o coração bater, digestão de alimentos, mastigação, pensamento, etc. Uma pessoa em repouso (dormindo) está gastando energia, isso é chamado de METABOLISMO, e é regulado por hormônios. O que acontece com essas “dietas” muito baixas em energia (principalmente carboidratos) é que o corpo diminui o metabolismo, ou seja, ele passa a gastar menos energia para realizar suas funções, e gasta a energia de maneira mais eficiente. Estudos mostram que esse mecanismo quando ativado diminui o metabolismo em até 30%. Isso é extremamente ruim para quem deseja a perda de gordura. Quanto menos energia se gasta mais fácil é o ganho de peso e gordura. Assim queremos que o corpo gaste sempre mais energia. Dietas muito restritivas irão ativar esse mecanismo muito rápido (em dias) e assim o ritmo da perda de peso só irá diminuir até parar, estado que chamamos de plateau. A situação vai só piorando não se perde mais peso, a fome vai só aumentando, os níveis de energia estão baixos causando, fadiga, fraqueza, tonturas, o ânimo para seguir não é o dos melhores e assim a pessoa acaba desistindo.

A perda de peso perdido nas primeiras semanas não é tão bom quanto parece, o que se perde não é gordura e sim água. Ai você pensa legal, agora já perdi água então vou perder gordura né? A resposta é NÃO, NÃO E NÃO! Agora você vai perder músculos para gerar energia, somente um pouco de gordura em uma proporção bem menor é queimada. Resultado: mais da metade do peso perdido foi água e músculos. Calma o piro está por vir… Seu corpo já está gastando menos energia, e essa energia é racionalizada, e agora você está perdendo músculos que é o tecido metabolicamente ativo do seu corpo, isto é, o músculo gasta muito energia só por existir, assim quanto mais músculos mais energia gasta. Estudos mostram que cada Kg de músculos gasta aproximadamente 100Kcal por dia só para mantê-lo. Mas você está perdendo-o. Estudos mostram que em dietas muito restritivas por um período prolongado e principalmente sem a prática de exercícios, 40% a 45% do peso perdido é músculo. Calma! não acabou ainda, quando você come pouco, o corpo fica mais apto a armazenar a energia como gordura. Mas o que isso significa? O corpo irá preferir armazenar a energia sempre como gordura e não mais como glicogênio (carboidrato) que era o meio preferido pelo corpo. Veja que são muitos fatores importantes contra a perda de gordura. Você faz um “tratamento” para perder gordura e seu corpo faz exatamente tudo ao contrário para que seu corpo não perca e ainda ganhe mais. Ainda se não bastasse, tem mais!!! As adaptações bioquímicas que ocorrem fazem com que o corpo tenha dificuldades de utilizar a gordura como fonte de energia. Nossa que desastre não? Vamos continuar…

As pessoas depois de semanas fazendo este meio de “dieta” não conseguirá continuar e assim abandona o tratamento e volta a se alimentar mesmo de maneira saudável, como antes. O que irá ocorrer? Como estava ingerindo 1500Kcal a menos (isto é um exemplo somente) e agora voltou a se alimentar “normalmente” inserindo novamente esses 1500Kcal, você irá ganhar todo o peso que tinha perdido novamente, devido o aumento de energia, mas você engordará (engordar = ganhar gordura) muito mais fácil, porque seu corpo estará mais apto a estocar essa energia em gordura, seu metabolismo está muito baixo, seu corpo está racionalizando energia, você perdeu músculos, assim você terá uma chance de ganhar mais peso do que tinha antes de iniciar a “dieta” e esse peso será mais gordura do que músculos e água. Vamos ver abaixo o que ocorre de fato.

EXEMPLO: Vamos supor que antes da “dieta” tinha:

Peso = 80Kg

% gordura = 30 Isto é: 24Kg de gordura e 56Kg de massa magra.

Em semanas com a dieta você perdeu 10Kg, NOSSA 10Kg. Calma! Veja agora. Peso = 70kg

% gordura 29 Isto é = 20,3Kg de gordura e 49,7 de massa magra.

Veja que perdeu 3,7kg de gordura E 6,3 DE MASSA MAGRA. Perdeu mais massa magra do que gorda. Com o passar das semanas você não conseguiu seguir a “dieta” e voltou a rotina normalmente. Depois de semanas que parou com a dieta veja o que aconteceu.

Leia também: descubra Como emagrecer rápido

Resultado ganhou 10kg a mais do que tinha antes da “dieta mirabolante” e ainda aumentou percentual de gordura e praticamente não ganhou nada de massa magra. Você ficou mais gordo(a) do que antes.

ATENÇÃO!!! Isso verdadeiramente ocorre, não é piada!!! O uso de medicamentos quando não há a necessidade de seu consumo para perda de peso ocasiona o mesmo fato ocorrido acima. Preste Atenção o uso de medicamento para emagrecer é somente em último caso, quando várias alternativas foram feitas e não se obteve resultado satisfatório, sendo assim um problema não alimentar e do estilo de vida, mas uma doença, problemas endócrinos, etc.

Lembre-se procure sempre um nutricionista antes de qualquer alteração na sua alimentação. Abraço a todos e a todas e não deixem de ler o artigo que dá sequencia ao nosso objetivo para o emagrecimento (PONTOS IMPORTANTES PARA O SUCESSO DA PERDA DE GORDURA NA REALIZAÇÃO DE UM PLANO ALIMENTAR).

Produtos naturais para emagrecer: conheça a ação e saiba como consumir

Produtos naturais para emagrecer: conheça a ação e saiba como consumir

Produtos naturais podem ajudar a emagrecer? Confira a opinião de especialistas sobre óleo de coco, óleo de cártamo, chá verde, quitosana, entre outros.

Leia também: Phytophen Anvisa

Por Renata Demôro
Para perder peso com saúde é preciso aliar alimentação equilibrada e exercícios físicos, mas será que suplementos naturais podem ajudar a emagrecer? A seguir, confira as substâncias naturais mais receitadas pelos nutricionistas, sua ação no organismo e como devem ser consumidas.
Óleo de cártamo
Segundo a nutricionista Cristina Farjado, o óleo de cártamo é produzido a partir das sementes de carthamus tinctorius, ricas em ácidos graxos e ômega 6. “As cápsulas de óleo de cártamo conseguem inibir a ação da enzima lipase lipoproteica, responsável por transferir a gordura da corrente sanguínea para o interior das células adiposas”. O gastroenterologista Ricardo Fittipaldi, especialista em métodos de emagrecimento, explica que “o óleo de cártamo leva o organismo a acumular menos gordura, ajudando a eliminar os pneuzinhos. Ele também pode auxiliar na redução do colesterol e triglicerídeos”.
Recomendação: Cristina orienta a ingestão de uma cápsula, contendo 1g de óleo de cártamo, duas vezes ao dia, meia hora antes do almoço ou do jantar. De acordo com Ricardo Fittipaldi, o resultado começa a aparecer após um mês de uso contínuo.

Óleo de coco
A nutricionista Cristina Fajardo explica que o óleo de coco extra virgem é rico em triglicerídeos de cadeia média, “uma espécie de gordura boa e difícil de ser encontrada em alta concentração”. Segundo o endocrinologista Ricardo Fittipaldi, “o produto é considerado termogênico, já que é capaz de gerar calor e queimar energia, favorecendo a perda de medidas. O óleo de coco ajuda a eliminar, principalmente, a gordura acumulada na barriga, além de aumentar a sensação de saciedade e reduzir o colesterol ruim (LDL)”. Para manter suas propriedades nutricionais, Cristina não recomenda o aquecimento do óleo. “Ele pode ser adicionado a saladas, sopas, shakes, pães e torradas ou sobre outros alimentos”, orienta a nutricionista.
Quer aprender a fazer óleo de coco em casa? Nutricionista ensina a receita!
Recomendação: “Como auxiliar na perda de peso, é preciso consumir de 2 a 4 colheres de sopa de óleo de coco por dia”, explica Cristina Fajardo. Cada colher de sopa contém cerca de 90 calorias, portanto, não é recomendável ultrapassar a orientação. A nutricionista diz que não existem evidências clínicas que validem o consumo de cápsulas de óleo de coco.
Óleo de coco: saiba mais sobre a ação emagrecedora do produto

Pholianegra
As cápsulas de pholianegra, popularmente conhecida como pholiamagra, contêm extrato de ilex paraguariensis que, de acordo com a nutricionista Cristina Fajardo, “aumentam a sensação de saciedade, fazendo com que a pessoa se sinta satisfeita com menos quantidade de comida”. O gastroenterologista Ricardo Fittipaldi ainda explica que “ela ajuda na queima de gordura como um todo e, principalmente, daquela localizada na barriga, que eleva o risco de pressão alta e diabetes”.
Recomendação: Cristina diz que as cápsulas de pholianegra, de 50 a 150 mg, devem ser ingeridas duas vezes ao dia, cerca de uma hora antes do almoço e do jantar. Associado à prática de exercícios físicos e alimentação saudável, os resultados começam a surgir de 7 a 10 dias após o início do consumo.

Quitosana
“Derivada de crustáceos, a quitosana auxilia na redução de absorção das gorduras pelo intestino. Cada grama do produto é capaz de absorver de 4 a 6 gramas de gordura. Há também evidências de que a quitosana seja capaz de reduzir o mau colesterol (LDL)”, diz o gastroenterologista Ricardo Fittipaldi. A nutricionista Cristina Fajardo lembra que pessoas sensíveis ou alérgicas a crustáceos, como o camarão, não devem fazer uso das cápsulas de quitosana.
Recomendação: Cristina Fajardo recomenda a ingestão de 2 a 6 gramas de quitosana por dia. “O ideal é ingerir 1g de quitosana a cada refeição, ao longo do dia”, explica a nutricionista. Aliado a atividades físicas e alimentação equilibrada, é possível perceber os resultados após duas semanas de uso contínuo.

Leia também: Fit Mzt funciona

Chá verde
“O chá verde é preparado a partir da infusão da erva camellia sinensis, ricas em antioxidantes, polifenois, vitaminas e minerais”, explica a nutricionista Cristina Fajardo. Segundo o gastroenterologista Ricardo Fittipaldi, o chá verde acelera o metabolismo, estimulando a queima calórica. “Pesquisas recentes também mostraram que o chá é capaz de inibir a proliferação das células de gordura”, diz o médico. De acordo com Cristina Fajardo, o chá pode ser preparado a partir da erva, vendida em casas de produtos naturais, em tabletes efervescentes ou cápsulas.
Recomendação: Cristina orienta a ingestão de 4 a 10 xícaras de chá verde por dia, nos intervalos das refeições. “A concentração de 100 a 500mg do extrato, presente nas diferentes formas de ingerir o produto, equivalem ao total de xícaras que devem ser ingeridas ao longo do dia”, diz Cristina. Ela explica que, com o uso contínuo, é possível perceber os resultados em uma semana.

Shakes
Os shakes para emagrecer servem como substitutos da refeição. Segundo a nutricionista Cristina Fajardo, o produto é enriquecido com vitaminas e minerais, além de conter quantidade de carboidratos e proteínas suficientes para nutrir adequadamente, mas são pobres em fibras e gorduras. “O ideal é bater o shake com leite desnatado e uma fruta, equilibrando os nutrientes”, explica a nutricionista. Nas outras refeições, ela recomenda o consumo de frutas, legumes e saladas cruas, que devem ser temperadas com azeite extra virgem.

Leia também: Kifina 

Recomendação: Cristina explica que os shakes podem substituir até duas refeições por dia, de preferência, café da manhã e jantar.

10 Remédios Para Emagrecer Sem Receita Mais Vendidos em Remédios, Suplementos

10 Remédios Para Emagrecer Sem Receita Mais Vendidos em Remédios, Suplementos

Antes de mais nada, é importante deixar claro algumas questões. Não é recomendável a compra de remédios para emagrecer sem receita e sem recomendação médica. É importante sempre consultar um médico antes de consumir qualquer medicamento.

Leia também: Phytophen funciona

O problema da compra de remédios para emagrecer sem receita (ou qualquer medicamento) é que, muitas vezes, os efeitos prometidos pela embalagem do produto não são sentidos pelo consumidor e ainda podem trazer efeitos colaterais. Sendo assim, antes de se aventurar com um produto, mesmo que ele tenha sido recomendado por um amigo ou familiar, procure um médico e conheça todas as peculiaridades da substância e seus prováveis efeitos colaterais.

Outro problema dos remédios sem receita é que, justamente por não precisarem de prescrição médica, seus efeitos são muito duvidosos. Sendo assim, listamos alguns dos remédios para emagrecer sem receita mais famosos, para que você conheça cada um e procure seu médico para saber exatamente qual o melhor para você.

Leia também: Kifina comprar

Remédios para emagrecer sem receita
Uma das principais promessas dos remédios para emagrecer é a diminuição do apetite, a aceleração do metabolismo (efeito dos termogênicos) e a queima de gordura. Listamos os principais remédios para emagrecer sem receita e que seguem os pontos-chave da perda de peso, que são:

Bloquear os carboidratos, que são grandes inimigos da perda de peso. Quando bloqueia-se a capacidade do corpo de absorver esses nutrientes, há uma redução da ingestão de calorias;
Reduzir o apetite, o que evita as famosas comilanças nos períodos errados. Determinados remédios reduzem o apetite e, consequentemente, colaboram com a diminuição do consumo de calorias;
Aumentar a queima de calorias, impulsionando o metabolismo. Os termogênicos são os principais responsáveis por esse efeito;
Reduzir a gordura, sendo que existem alguns compostos que realizam esse efeito de “derreter” a gordura.
Assim, seguindo a ordem dos pontos-chave, temos os seguintes remédios para emagrecer sem receita:

O extrato faseolamina é capaz de neutralizar o amido presente em alimentos como batatas, pão e arroz. A dose mais indicada desse produto é de 1.500 mg por dia.
Para reduzir o apetite, recomenda-se o hidroxicitrato (HCA), extraído de tamarindo. A dose recomendada é de 4.500 mg por dia.
Para auxiliar na queima calórica, recomenda-se um composto presente no chá verde chamado EGCG. Se o chá verde tiver pelo menos 50% de EGCG (em torno de 300 mg), já será possível sentir os resultados.
O picolinato de cromo exerce um importante papel na perda de peso e seu efeito mais famoso é o ajudar a queimar gordura corporal, além de aumentar a massa magra. Mas essas alegações são duvidosas para muitos pesquisadores. Recomenda-se a dose de 200 mcg por dia.
Alguns outros remédios
Alli (Orlistat) é o primeiro remédio da lista, que é o conhecido por ser uma versão menor da droga Orlistat, presente no remédio Xenical (apenas vendido com prescrição médica). É necessário aliar uma dieta hipocalórica/saudável e exercícios para perceber efeitos desse produto.
Garcinia Cambogia é um suplemento natural, derivado de um fruto nativo de climas quentes.
Ácido Linoléico Conjugado (CLA) possui avaliações contraditórias; alguns estudos mostram resistência à insulina e níveis de colesterol HDL mais baixos ao consumir o CLA.
Efedrina é um outro suplemento recomendado para a perda de peso, mas foi banida do mercado em 2004. Outros produtos surgiram em seu lugar, como a Citrus aurantium, sinefrina ou octopamina. É preciso ter cautela ao consumir produtos com efedrina, pois foi registrado efeitos perigosos sobre a frequência cardíaca e pressão arterial.
Picolinato de Cromo é um suplemento muito vendido mundialmente. O produto pretende ajudar a queimar calorias e diminuir o apetite.

Leia também: Kifina Anvisa

Suplementos derivados de chá verde são, normalmente, ricos em antioxidantes e cafeína. Muito utilizados para auxiliar na perda de peso, gerar energia, agilidade mental e reduzir a pressão arterial.
Hoodia é uma erva vendida como inibidora de fome. Pode ser consumido em pó ou comprimido.
Quitosana é o nome de uma fibra natural de origem animal encontrada na carapaça de crustáceos como camarão, lagosta e caranguejo. A Quitosana é muito utilizada para fins emagrecedores. Essa fibra é capaz de se agrupar a um volume de gordura até 8 vezes maior que seu peso; em seguida, esse conjunto é eliminado através do trato intestinal, sem ser absorvido pelo organismo.
L-Carnitina promove o metabolismo da gordura, ou seja, processa a gordura para que esta sirva de combustível durante os exercícios físicos. Além disso, ajuda a reduzir a produção de radicais livres e ameniza o dano no tecido muscular após o treino.
Laranja Amarga, ou citrus aurantium é um suplemento que veio forte como alternativa a efedrina. Esta substância visa acelerar o metabolismo corporal e com isso conseguir maior queima de gordura. Muitos suplementos termogênicos utilizam a citrus aurantium em sua formulação.

Dieta da sopa: veja cardápio e receitas para perder até 1kg por dia

Dieta da sopa: veja cardápio e receitas para perder até 1kg por dia

Plano alimentar dura sete dias e tem o cardápio baseado em sopa – consumida no almoço e no jantar – que inclui legumes e verduras ricos em fibras e de fácil digestão

Perca até 1kg por dia com a dieta da sopa.

Leia também: Kifina bula

Ingerir líquidos, principalmente água, é fundamental para a saúde e para o sucesso de qualquer dieta. Mas, se o objetivo é perder peso, além da água, também é importante investir em trocas espertas na alimentação, como a substituição de um prato de arroz e feijão por uma sopa super nutritiva e light. De acordo com Liliane Opperman, nutróloga, a dieta da sopa da Universidade de São Paulo é uma opção para quem quer emagrecer rápido.

Desenvolvida pelos alunos da universidade especialmente para o Instituto do Coração (SP), a dieta da sopa foi criada inicialmente com o objetivo de auxiliar no emagrecimento de quem fez cirurgias de coração e precisa eliminar peso rápido, mas o sucesso foi tanto que acabou sendo incorporada por quem busca secar o excesso de gordurinhas e desintoxicar o organismo.

Leia também: Phytophen é bom

Seguindo o plano alimentar de sete dias, é possível eliminar até 1 kg por dia, isto porque há uma redução calórica significativa, já que a dieta consiste em sopa no almoço e jantar, vegetais, frutas e pouca proteína. Os benefícios de seguir a dieta da sopa, explica a profissional, vai desde eliminar as impurezas do corpo, até regular o intestino e promover sensação de saciedade.

Entre os ingredientes para a dieta da sopa estão muitos legumes e verduras, tais como berinjela, nabo, repolho, cenoura e alguns temperos como salsinha e curry. Estes vegetais são ricos em fibras, vitaminas do complexo B, zinco entre outros nutrientes que contribui para manter o corpo saudável, além de serem de fáceis de digerir.

Segundo a nutróloga, a desvantagem da dieta da sopa é a falta de proteína e a monotonia que ela proporciona. Além disso, se for seguida por muito tempo pode causar fraqueza e desnutrição, por isso é importante consultar um profissional antes de começar a fazê-la.

Leia também: Kifina Funciona

Como fazer a dieta da sopa
A dieta consiste em substituir as refeições principais (almoço e janta) por uma sopa, sempre a mesma, criada para a dieta (veja receita abaixo). O ideal é não alterar os ingredientes da receita e, segundo a profissional, seguir o cardápio por uma semana no máximo. Além da sopa, frutas, legumes e chás estão liberados durante a dieta.

Se o indivíduo quiser emagrecer mais, é possível refazer a dieta, mas somente depois de 3 a 4 dias de pausa. Durante esse período é imprescindível manter uma alimentação equilibrada e com alimentos não líquidos.

Segundo Liliane, a dieta não é recomendada para gestantes e indivíduos com hipoglicemia. Além disso, durante a realização do plano alimentar, é indicado praticar apenas exercícios leves e com intensidade baixa, como caminhadas.

Receita da sopa
Rendimento: 1 semana de refeições
Tempo de preparo: 40 minutos

Ingredientes
1 Berinjela
3 cenouras
2 xícaras de vagem picada
2 tomates picados
1 repolho grande
1 nabo
1 cebola picada
2 maços de cheiro verde
1 maço de aipo ou salsão
1 dente de alho
4 jilós
2 pimentões
Pouco sal e pimenta do reino

Modo de preparo
Higienizar os legumes, cortá-los em pedaços pequenos ou médios, colocar em uma panela grande e cobrir com água. Tempere, e leve a panela a fogo alto e, quando começar a ferver, abaixe o fogo. Deixe cozinhar é até que os legumes fiquem bem macios. Quando a sopa já estiver pronta, desligue o fogo, deixe esfriar e, se quiser, leve-a a geladeira dispondo-a em vários potes. Não é necessário batê-la no liquidificador.

Leia também: Dieta de 21 dias anvisa

Dia-a-dia da dieta da sopa
Além de substituir o almoço e jantar pela sopa, para as outras refeições é preciso seguir algumas regras. Confira:

1º dia: Coma todas as frutas que desejar (nada de exageros), exceto banana e abacate. Beba chá, suco de uva (sem açúcar) e água à vontade. Tome a sopa pelo menos 2 vezes ao dia;

2° Dia: Coma todos os legumes frescos e verduras que desejar (podem ser crus ou cozidos). No jantar, se quiser, coma uma batata grande cozida com manteiga. Tome a sopa sempre que desejar.

3° Dia: Coma frutas e legumes à vontade, exceto batata, tome a sopa pelo menos duas vezes ao dia.

4° Dia: Coma até 8 bananas e beba leite desnatado à vontade. Tome a sopa pelo menos 2 vezes ao dia.

5° Dia: Coma de 280 a 400 gr. de carne vermelha ou branca grelhada, com uma porção de tomates frescos e firmes temperados com sal, limão e azeite de oliva. Tome a sopa pelo menos 2 vezes ao dia, beba de 6 a 10 copos de água durante o dia, para eliminar o ácido úrico.

6° Dia: Coma até 3 bifes grandes grelhados de carne vermelha ou branca acompanhados de legumes cozidos, exceto batata. Tome sopa pelo menos 2 vezes ao dia, beba água, café, chá e sucos sem açúcar à vontade.

7° Dia: No último dia é liberado o consumo de arroz integral, legumes cozidos ou crus à vontade. Tome a sopa pelo menos 2 vezes ao dia. Beba água, café, chá e sucos sem açúcar à vontade.

Cardápio
Confira agora uma sugestão de cardápio preparado pela nutróloga Liliane Opperman:

Café da manhã
1ª opção:
1 xícara de chá verde
1 fatia de queijo branco
1 fatia de manga

2ª opção:
1 xícara de chá de hibisco
2 fatias de mamão formosa com 1 colher de farinha de chia

3ª opção:
1 copo de suco (100ml de água de coco + 5 morangos + 6 gomos de uvas roxas + 1 colher de chá de canela + 1 colher de sopa de amaranto em flocos)

4ª opção:
Suchá de kiwi com capim santo (bater no liquidificador 1 xícara do chá com 1 kiwi picado e 5 folhas de hortelã)
1 Maçã

Lanche da manhã
1ª opção: 8 morangos

2ª opção: 1 pera

3ª opção: 1 fatia de melão picado

4ª opção: 1 pêssego

Almoço
3 conchas da sopa

Lanche da Tarde
1ª opção: 1/2 mamão papaia + 1 colher de linhaça dourada

2ª opção: 1 fatia de queijo branco + 1 cacho de uvas roxas

3ª opção: 1 xícara de chá branco + 2 ameixas pretas

4ª opção: 1 xícara de salada de frutas

Jantar
2 conchas da sopa